GESTÃO • MEIO AMBIENTE • REÚSO

BLOG

DESTAQUES

Case AngloGold Ashanti – Entenda como funciona a osmose reversa e quais as suas vantagens no tratamento da água

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Você já deve ter ouvido falar sobre a osmose, certo? Ela é um dos processos mais importantes na natureza, que consiste na passagem de solvente, de uma solução menos concentrada para uma solução mais concentrada. Ela está no nosso cotidiano e acontece, por exemplo, quando as raízes das plantas absorbem a água do solo.

Mas, o que esse processo tem a ver com o tratamento da água? Aqui, ele é chamado de osmose reversa. Basicamente, é uma tecnologia usada para remover a grande maioria dos contaminantes da água, empurrando-a sob pressão por meio de uma membrana semipermeável.

Com uma bomba, a água é forçada através da membrana, deixando para trás o sal, produtos químicos, minerais e impurezas. Em nível industrial, esse método é capaz de reduzir até 99% do total de sólidos. O resultado é uma água de alta qualidade.

A eficácia do processo fez com que outros setores como o da mineração voltassem os seus olhos a osmose reversa. É o caso da AngloGold Ashanti, a mais longeva do país na área, que finalizou no último ano a Planta de Tratamento de Efluentes da Mina de Lamego, localizada na cidade de Sabará (MG).

A planta tem capacidade para tratar 150 mil litros de efluentes por hora e utiliza a tecnologia de osmose reversa para retirar os íons da água. O projeto foi realizado lado a lado com a Gmar Ambiental, que prestou serviços desde a engenharia básica detalhada até a obra civil com fabricação e fornecimento de equipamentos, além de instalação e operação assistida.

“Esta técnica é realizada em algumas situações, mas na área de mineração é algo inédito no Brasil. Para conseguir atender às exigências da legislação do COPAM, o tratamento precisou ser feito com tecnologia de ponta. Por isso, utilizamos a ultrafiltração seguida pela osmose reversa”, conta Kleber Strufaldi, gerente de processos da Gmar Ambiental.

O profissional explica que as vantagens do processo que traz benefícios para a empresa e, principalmente, para o meio ambiente: “É uma água de excelente qualidade e com baixa turbidez (neste caso, é menor que 0,5 NTU). Na indústria ela pode ser reutilizada com qualquer outra finalidade”.