GESTÃO • MEIO AMBIENTE • REÚSO

BLOG

DESTAQUES

Entenda as etapas de funcionamento de uma Estação de Tratamento de Água

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Para que a água chegue limpa na torneira da sua casa ela passa por um processo longo e, acima de tudo, científico. Essa trajetória que começa em rios e lagos conta com um tratamento que tem o objetivo de eliminar todas as impurezas.

Ele é essencial para garantir a saúde da população como um todo, já que a água é uma potente ferramenta para disseminar doenças, vírus e bactérias. Então, é frequente que neste processo uma Estação de Tratamento de Água (ETA) seja

utilizada para certificar a qualidade.

Sendo assim, a Gmar Ambiental separou todas as etapas do procedimento por meio da ETA para que você conheça melhor seu funcionamento. Confira:

Captação

O primeiro passo é a captação da água de rios e mananciais por meio de bombas que a levam para o gradeamento. Ela possui resquícios de sujeira e bactérias, além de sólidos grandes como pedras, folhas e peixes, que são removidos.

Adução

A adução é o transporte da água por meio de bombas que a carregam até a estação de tratamento.

Coagulação

É o primeiro processo dentro da ETA, que consiste na adição de uma substância – normalmente o sulfato de alumínio – que desestabilizará as partículas de sujeira. Elas formarão sólidos maiores, os flóculos, mais fáceis de serem eliminados.

Floculação

Aqui a água é agitada mecanicamente, o que aumenta a dispersão do produto químico e provoca a união das partículas de sujeira formando flocos mais pesados.

Decantação

Nessa etapa a água já está bem clara. Ela ficará parada por um longo período no decantador e as partículas sólidas de sujeira vão se separar por meio da gravidade. Eles ficam no fundo do dispositivo e são eliminados.

Filtragem

Depois é importante que a água seja filtrada para eliminar de vez todas as impurezas. A água passará por diversos meios e camadas de areia, carvão e cascalho. Eles ‘seguram’ aquelas substâncias que ainda não foram separadas na floculação e na decantação.

Cloração

Por fim, a adição de cloro é essencial para tornar a água potável e livre de bactérias ou vírus. Além dele, existe a adição do flúor usado para o controle de pH.