GESTÃO • MEIO AMBIENTE • REÚSO

BLOG

DESTAQUES

Como está a saúde dos nossos oceanos?

Compartilhe:

Os oceanos com certeza são encantadores. É difícil encontrar uma pessoa que não fique encantada com a quantidade de água presente da Terra. Basta observar os mares e oceanos para compreender a imensidão do mundo em que vivemos e toda a natureza que está ao redor. Entretanto, você já parou para pensar na saúde dos oceanos?

Isso porque as ações do dia a dia acabam impactando a qualidade da água e a preservação dos oceanos – seja pelo descarte incorreto de lixo ou contaminação por efluentes.

Quer saber mais sobre os oceanos e a preservação ambiental? Confira o conteúdo completo!

Ligando o sinal de alerta

Infelizmente, quando falamos da saúde dos oceanos, o cenário não é dos melhores. Na Conferência dos Oceanos da ONU 2022, realizada em julho, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, comentou que vivemos a “Emergência nos Oceanos”.

Isso porque o relatório Estado do Clima Global aponta algumas causas quando o assunto é analisar a saúde dos oceanos. O aumento no nível do mar, o desmatamento, o aquecimento global e o efeito estufa são alguns dos responsáveis pela degradação da natureza.

E o resultado é outro dado triste: até 2100, mais da metade das espécies marinhas podem estar em extinção.

Avaliando o cenário natural, uma pesquisa realizada pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, junto com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Unesco, apontam que apenas 34% dos entrevistados acreditam que suas ações impactam os oceanos.

A pesquisa foi feita com 2 mil pessoas e 50% delas compreenderam que as respostas do oceano impactam diretamente em suas vidas.

O primeiro passo para mudar o futuro deve ser dado na atualidade, demonstrando que o cuidado com o meio ambiente e que preservação dos oceanos depende de ações coletivas e do entendimento sobre a importância das águas para a sobrevivência na Terra.

Cada um faz a sua parte

Para evitar as previsões e manter a qualidade e as vidas nos oceanos, algumas medidas devem ser adotadas por todos. O cuidado com o descarte do lixo, a reciclagem, o consumo consciente e a preservação ambiental são velhas conhecidas, mas que podem guiar o caminho até a sustentabilidade.

As atividades podem ser praticadas em casa, nas ruas e no trabalho, levando em consideração que o seu impacto na natureza é extremamente significativo – seja para o bem ou para o mal.

O papel da empresas na preservação ambiental

As organizações também têm um papel primordial quando o assunto é o cuidado com a natureza. Isso porque o descarte dos produtos e itens que são utilizados na produção precisa estar de acordo com a lei, levando em consideração a legislação e os cuidados básicos.

O tratamento de efluentes e a gestão de efluentes precisa ser feita desde o momento em que as sobras são separadas na empresa. A ação é fundamental para não contaminar os oceanos, mantendo as águas limpas. A contaminação por efluentes ainda é uma das mais comuns e o cenário precisa ser modificado com urgência, contribuindo com a sustentabilidade da vida na Terra.

Entre em contato com a nossa equipe e entenda como atuamos para a preservação do meio ambiente.

Gostou do nosso conteúdo?

Nos siga nas redes sociais e acompanhe nossas publicações: Facebook, Instagram, LinkedIn.