GESTÃO • MEIO AMBIENTE • REÚSO

BLOG

DESTAQUES

As estações de tratamento de água inteligentes

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Manter a qualidade e a quantidade ideais dos recursos hídricos tem sido uma tarefa bem difícil, nos últimos anos, devido à poluição dos corpos d’água, escassez e provenientes secas ocorrendo em todo o país.

Há milhões de anos os habitantes do planeta Terra vêm utilizando as águas que se renovam apenas por ações da própria natureza. Contudo, a crescente populacional e as inúmeras indústrias abertas em todo o mundo acabam por aumentar também o uso do líquido.

A fim de diminuir impactos, indústrias, residências e condomínios residenciais vêm adotando sistemas de aproveitamento ou reuso de águas de chuva, cinzas e de esgoto. Isso se torna possível a partir da instalação de Estações de Tratamento Inteligentes.

Por que a Estação de Tratamento de Água para Reuso (ETAR) recebe esse nome?

O processo deixa de ser apenas um mecanismo usado por setores públicos no cuidado de bens naturais advindos de lagoas e rios, destinados ao consumo da população, e se torna uma saída sustentável e econômica.

O aproveitamento de água da chuva e a reutilização de águas cinzas e de esgoto após a passagem por estações de tratamento ajudam a preservar o meio ambiente e o recurso hídrico.

Além disso, esses métodos estão entre as melhores maneiras de gerar maior controle de gastos na conta de água, ao final do mês. Ficou interessado? Entenda como funciona uma estação de tratamento.

Onde se utiliza a água das ETARs Inteligentes?

A finalidade da água depende de sua origem: águas cinzas, esgoto ou captação de água de chuva. As primeiras vêm de pias de banheiro, tanques e máquinas de lavar roupas, e as demais de pias de banheiro, ralos de chuveiro e descargas. Depois de passarem pelo tratamento, elas são encaminhadas ao reuso.

A água tratada serve para resfriamento de ar condicionado, limpezas de áreas externas, lavagens de carros, irrigação de jardins e bacias sanitárias. Nas indústrias são destinadas à lavagem de peças e equipamentos.

Atenção!

As águas de reuso não são potáveis, logo, não servem para consumo humano de hidratação ou preparo de alimentos.

A Gmar Ambiental está disponível para explicar sobre aproveitamento ou reuso de água. Contamos com o apoio de engenheiros e especialistas na área técnica, que estão preparados para sanar dúvidas e fornecer quaisquer informações.