GESTÃO • MEIO AMBIENTE • REÚSO

BLOG

DESTAQUES

Afinal, o tratamento de efluentes ainda é um grande desafio para o setor industrial?

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Tratamento de Efluentes: O Desafio para as Indústrias

O tratamento de efluentes é de suma importância para qualquer indústria, porém é um grande desafio a ser vencido, isso porque não existe uma “fórmula mágica” para a realização do tratamento, e sim uma gama de ações que varia bastante de acordo com o agente contaminante presente no efluente.

No Brasil, o tratamento de efluentes é regulado pelo CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), tendo o objetivo de reaproveitar a água dos efluentes industriais, contribuindo para a sustentabilidade e preservação dos solos e das águas.

O CONAMA estabelece parâmetros para a correta operação das estações de tratamento de efluentes (ETEs), de forma que existem regras a serem seguidas a fim de atenuar os riscos biológicos, físicos e/ou químicos dos efluentes antes de estes serem descartados na natureza – ou reaproveitados dentro da própria indústria para fins menos nobres.

Além dos desafios legais, o tratamento se torna um desafio de engenharia, pelo qual se deve, primeiramente, conhecer os contaminantes presentes no efluente, bem como os riscos que esses oferecem ao meio ambiente como um todo (ar, água e solo). Outro fator importante é a destinação do recurso, pois do ponto de vista econômico, é muito importante que a empresa reaproveite ao máximo os efluentes dentro do seu próprio processo, reduzindo seus custos.

Sabendo de tudo isso, nós da Gmar Ambiental buscamos, a cada dia, desenvolver novas tecnologias e soluções ambientais, a fim de atender a todas as normas ambientais vigentes, e reduzir ao máximo o impacto ambiental causado pelo desenvolvimento.